segunda-feira, 10 de maio de 2010

TDT portuguesa - Que futuro? (actual. em 28/06)

A televisão digital terrestre tem tido grande aceitação um pouco por todo o mundo. Reino Unido, Espanha, França, Itália, Alemanha, Estados Unidos, Austrália, Japão, são apenas alguns dos países aonde a televisão digital terrestre é um sucesso. E em Portugal? Um ano após o lançamento oficial, será que a TDT portuguesa terá algum futuro?

Portugal, reconhecidamente, arrancou muito tarde com a TDT. Mas isso não impediu que, possivelmente, TODAS as decisões estratégicas tomadas fossem as erradas:
  • Pretender a rápida massificação da TDT e seleccionar uma norma recente, diferente da já utilizada em todos os grandes países europeus, logo com pouca expressão no mercado. Resultado? Preços altos e incompatibilidade da esmagadora maioria dos equipamentos.
  • Atribuir apenas um Mux para a TDT de acesso livre e cinco para a paga. Ironia do destino, a TDT paga não saiu do papel!
  • Não criar as condições e obrigar o operador público a emitir os canais de interesse público RTP Memória e RTPN na TDT, continuando escandalosamente a favorecer as plataformas de PayTV.
  • Criar um canal HD partilhado, aparentemente, sem o acordo prévio entre os operadores de TV. Resultado? Não há canal HD!
  • Abrir concurso para um canal generalista quando a opinião generalizada apontava para a sua inviabilidade. Resultado? Perda de tempo e não há 5º Canal!
  • Delegar no operador da rede toda a responsabilidade sobre campanhas de informação e, aparentemente, sem um timing pré-estabelecido. Resultado? ZERO campanhas de informação até à data!
Se os responsáveis por estes resultados trabalhassem numa empresa privada, o que lhes aconteceria?

Em 2008, o Estado favoreceu a adopção de uma norma que tornou obsoletos praticamente TODOS os televisores já preparados para a TDT e, através da Anacom informou que muitos equipamentos à venda em Portugal não eram compatíveis com a TDT portuguesa. Foi o understatement do ano!

Em Janeiro deste ano (2010) estimei que apenas 5% dos televisores em uso seriam compatíveis com a TDT portuguesa. É irrealista supor que em Abril de 2012 este valor atinja sequer os 50%. Recorde-se que em 2012 haverá grande disponibilidade de espectro. A manter-se a situação actual, apenas UM Mux estará em utilização, um bom indicador do (sub) desenvolvimento de Portugal em matéria de televisão! Mais uma vez, seria irónico o Estado ter favorecido a adopção de uma norma que permite poupar espectro para logo depois ter(?) de gastar milhões a subsidiar equipamentos com o dinheiro dos nossos impostos.

Segundo proposta em apreciação na Anacom, já no primeiro e segundo trimestres de 2011 as emissões analógicas de TV serão desligadas em duas zonas piloto ainda a definir. Os habitantes dessas zonas servirão de cobaias e o seu comportamento será analisado e poderá influenciar a forma como o processo de transição será conduzido no resto do país. Portugal deverá ser o único país do Mundo em que se fixam datas para o encerramento de emissores sem que haja previamente uma única campanha de informação sobre TDT! Simplesmente vergonhoso!

Mas, compreende-se... Quando o tuga perceber que, para poder continuar a ver 4 canais de TV, terá de comprar uma “caixinha” para cada televisor e, provavelmente ter ainda de pagar ao “técnico” para “mexer” na antena, não vai ficar muito satisfeito! Mais insatisfeito ficará se souber que os seus vizinhos espanhóis têm acesso a uma oferta alargada de canais por uma fracção do custo. Por isso, quanto menos e mais tarde se falar nesta "coisa" da TDT melhor! Ah, e as plataformas de TV paga sempre vão angariando mais umas centenas de milhar de clientes. É assim que as coisas funcionam em Portugal…

O Canal HD continua sem emissão e sem qualquer perspectiva de solução à vista. O chumbo da candidatura da TeleCinco ao concurso do 5º Canal generalista é agora definitivo com a rejeição do recurso interposto pela mesma.

E a seguir virá a investigação à desistência da TDT paga da empresa com participação capitais públicos, golden shares e dois administradores nomeados pelo Estado(!). E o tempo passa...

E depois? Novo concurso para a TDT paga? Novo concurso para o 5º Canal? Mais prazos e mais recursos? Patético! Os interesses instalados tudo farão para que nada avance! Infelizmente, em Portugal, a TDT tem mais detractores do que defensores.

A solução lógica e imediata foi à muito apresentada aqui neste Blog: RTP Memória e RTPN na TDT Já!

Mas como, se aqueles incumbidos de defender o interesse público demonstram estar mais interessados em favorecer interesses privados?

Actualização 22/06/2010:
Como avançado em Março aqui no blog, o pedido de revogação da licença dos canais pagos de Televisão Digital Terrestre pela Portugal Telecom e o novo destino do espaço deixado livre serão discutidos hoje e na quarta feira pelas comissões parlamentares de Ética e de Comunicações. Esta discussão, recorde-se, surge na sequência de uma queixa apresentada pela Sonaecom, uma das empresas interessadas nos concursos da TDT. Segundo o Jornal de Negócios serão hoje ouvidos pelos deputados das comissões o presidente do conselho de administração da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), José Amado da Silva, às 15:00, o presidente do Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), José Azeredo Lopes, às 16:15, e o administrador da Portugal Telecom (PT) Alfredo Baptista, às 17:30. Para quarta-feira estão marcadas as audições dos ministros das Obras Públicas, António Mendonça, às 10:30, e dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, às 11:45. Veremos o que "sai" destas discussões, sendo certo que não é possível (nem recomendável) forçar a PT a avançar com a contra gosto com TDT paga. A poucos meses do primeiro apagão do sinal analógico (1ºtrimestre de 2011), esta poderá ser uma das últimas oportunidades para colocar a televisão digital terrestre nos carris.

Actualização 24/06/2010:
Para não variar muito do que tem sido a norma, pouco ou quase nada se sabe sobre os trabalhos das comissões parlamentares de inquérito sobre a televisão digital terrestre. Mais uma vez, quase nenhuma cobertura por parte dos meios de comunicação, nem pelo próprio Canal Parlamento. Fica no entanto a informação de que o PSD irá apresentar um requerimento a fim de clarificar dúvidas levantas. Segundo o deputado social-democrata António Leitão Amaro «o Governo garante que as sinergias estão garantidas e a PT alega que não há sinergias». Já o Ministro dos Assuntos Parlamentares Jorge Lacão, ainda sobre a revogação das licenças da TDT paga e devolução da caução de 2.5 milhões à PT, afirmou que «a decisão final da Anacom já tarda».

Vamos aguardar pelos resultados...de preferência sentados.

Actualização 28/06/2010: Governo "favorece" alta definição?
A edição impressa d'O Jornal de Negócios publicou uma notícia em que deduz das palavras do ministro Jorge Lacão que a inclinação do Governo para solucionar o problema criado com a desistência da PT da TDT paga passa pela utilização do espectro deixado livre para emissões em alta definição: «merece ser bastante ponderada a definição de um modelo de alta definição» são as palavras do ministro. O modelo, alegadamente, passaria pela atribuição de um canal em alta definição a cada um dos operadores. Mas a «oferta em sinal aberto de outros canais no âmbito da prestação de serviço público» continua a ser uma possibilidade. Já a abertura de novo concurso é considerada "critica", devido à alteração das condições do mercado (razão invocada pela PTC para desistir da TDT paga).


Posts relacionados:

25 comentários:

Pedro Viana disse...

e tem vindo a baila estes últimos dias que a RTP poderá ter um canal de musica.. adivinhem para onde vai esse canal

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Media/Interior.aspx?content_id=1563822

Tootall disse...

E que tal enviar uma denuncia à comissão europeia sobre estes tristes acontecimentos?

Frank Leppert disse...

E quanto ao HD ainda fica a acrescentar que tem havido várias transmissões de jogos de futebol entre outras na Pay TV (Meo, Zons, etc.) sob a bandeira de uns canais misteriosos como a RTP HD, SIC HD e TVI HD (sobre o último não tenho certeza). Havendo um canal na grelha da TDT destindao à alte definição, não compreendo que haja transmissões da RTP no referido formato apenas nas plataformas pagas.
Para completar, ainda quero apontar para a deminuição da qualidade do sinal dos 4 generalistas, que se deteriou imenso desde os primeiros dias de transmissões, seguindo o lema: "Quem vê de borla não deve ver em alta qualidade, nem em alta definição"

Cumprimentos

Frank

A bida é bela!!! disse...

Respondendo ao Frank Leppert,
Acho que tem toda a razão! Porquê existirem canais HD diferenciados nas plataformas pagas nesta altura do campeonato?
Porque é que as 3 operadoras não chegavam a acordo sobre o que transmitir no canal HD da TDT, no caso da RTP tem agora a Cidade Despida á sexta Feira á noite, noutro horario emitiria a SIC, TVI, etc.
Mas como tudo é jogado por interesses, a montanha acaba sempre a parir um rato.

Joaquim disse...

Temos que pressionar a PT para que o canal HD da TDT passe a emitir qualquer coisa de jeito. Não se compreende como esse canal está sem emitir nada há já mais de um ano. Seria bom avançar aqui com uma petição nesse sentido, arranjar maneira de ser publicitada noutros blogs, recolher as assinaturas e enviar tudo à PT e a outras entidades o mais rápido possível.

joecurtis disse...

Boas,
mais um excelente post. Parabéns.
Já por falar em futebol e HD... nem vale a pena ter esperanças de vermos os jogos do FIFA 2010 da RTP(tem os direitos dos principais jogos) no canal HD da TDT. Mas isto devia ser investigado, no entanto mexer-se para quê??? os papões têm tudo controlado. E não me venham com histórias, tanto a RTP, como a SIC e TVI são todos iguais. Quem fica a perder é sempre o "Tuga".
Abraço,
João

Yagi disse...

São todas iguais com uma "pequena diferença":
Desde 2003 o Estado já gastou 2 mil milhões de euros com a RTP! Dá uma média de 400 milhões por ano!
É o nosso dinheiro!

Ricardo disse...

Eu concordo fortemente com a adopção do MPEG-4. Assim compra-se um equipamento e e fica-se pronto para suportar alta-definição.
O problema realmente é não ser emitido nada.
Essas tais RTP HD SIC HD e TVI HD deveriam ser obrigadas a transmitir num dos MUXs da TV paga que não vão ser utilizados, acaba-se assim com o problema do canal partilhado e todos os conflitos e falta de vontade que ele causa.

Yagi disse...

Desde 2008 já escrevi por diversas vezes sobre a questão da adopção do MPEG-4 mas, mais uma vez vou clarificar a minha posição:

1) O MPEG-4 é técnicamente superior ao MPEG-2.
2) O MPEG-4 não faz milagres: se a qualidade do sinal video não for boa à partida, a qualidade de imagem recebida vai ser má (como todos podem comprovar).
3) O MPEG-2 permite a mesma qualidade, mas utiliza mais espectro (espaço ou frequências).
4) Em Portugal não há nem haverá falta de espectro.
5) O custo dos receptores MPEG-4 é actualmente (no mínimo) o dobro dos receptores que apenas recebem MPEG-2.
6) Actualmente apenas uma pequena minoria dos televisores permite receber a TDT portuguesa.
7) Económicamante, a utilização do MPEG-4 faz sentido nas emissões de Alta Definição, porque utilizam muito espectro. É a minha opinião e a de vários especialistas.
8) Dado o atraso de Portugal relativamente à TDT, a adopção do MPEG-4 não permite a rápida massificação e adesão à TDT a tempo de cumprir a meta de Abril de 2012, como definiram as autoridades portuguesas.

Quantos canais HD tem a nossa TDT?
Quantos canais HD terá, e quando?
Qual é a taxa de adesão à TDT?

Quando tivermos canais HD na TDT, muito provavelmente já não serão necessários receptores TDT, porque entretanto já todos teremos trocado de televisor...

Então para quê gastar 90 Euros num receptor (é necessário um para cada televisor) para vêr 4 canais em definição standard?

Desengane-se quem julga que as televisões estão interessadas em emitir em HD na TDT! Só se lhes pagarem a factura!

Portugal deveria sim, ter seguido o exemplo de outros países:

1) Arrancar com emissões em MPEG-2.
2) Definir uma data a partir da qual todos os televisores com ecran maior que xx cm vendidos deverão ter sintonizador TDT MPEG-4/H.264.
3) Atribuir novo(s) multiplex para novos canais do operador público (RTP) e Alta definição (em MPEG-4).
4) Atribuir novos multiplex aos operadores privados interessados.
5) Quando uma percentagem muito significativa da população estiver em condições de receber o MPEG-4: encerrar a emissão dos programas em MPEG-2 e utilizar o espaço libertado para novos programas.

Helder disse...

Nunca entendi bem porque é que se escolheu uma norma que era muito recente, a não ser por questões de interesse economico.
Num país onde só existe 4 canais onde a maior parte do dia se traduzem em 2 porque 3 transmitem o mesmo genero de programação á mesma hora não era o aparecimento de um 5º que punha em causa o espectro, alias quanto a questão do 5ºcanal o mais certo é ficar na gaveta porque sou da opinião que existe muitos interesses para que ele não passe de uma intenção pois não nos podemos esquecer que todos os operadores nacionais de televisão se opuseram a licença para um 5ºcanal.
O mesmo se passou com a pay tv, já era de prever que a PT fosse tomar esta medida primeiro concorre bloqueando qualquer outro interessado e no fim diz que já não interessa.
Resumindo em Mpeg4,só com 4 canais e sem pay tv melhor era impossivel, e ainda falta os preços dos receptores é que se esqueceram que a media de televisores por habitação são 3 no minimo e depois põem-se a pergunta:
um televisor com 10 anos valerá apena gastar 100€ numa box para estar sujeito a avariar passado 6 meses?
Solução: compro um novo(lcd) que até vem preparado com mpeg4 e pego na box faço o quê?.
Estamos em tempos de crise e isto das box´s acabam por ser um negocio pois é como estar a insvestir num equipamento desatualizado como é o caso dos crt´s, pelos menos com o mpeg2 o investimento não era tão pesado. Emfim estamos num país de ricos, pena não estar mais proximo de Espanha para poder ter acesso a TDT deles.

Manuel Cruz disse...

No meu blogue de autocaravanista publiquei um poste sobre esta matéria.
Constato agora que não estou só na critica a esta vergonhosa medida.
Manuel Cruz
tranquilinomaia.blogspot.com

Yagi disse...

Manuel Cruz,

Infelizmente o tipo de cobertura prevista vai tornar muito difícil a recepção de televisão terrestre a partir de autocaravanas. O mesmo se vai passar com a recepção no exterior da habitação, por exemplo no jardim. Apenas em locais priviligiados ou mais próximos dos emissores isso será possível.

Chamo a atenção que o MPEG-4 é compatível com o MPEG-2, o contrário é que não. Ou seja, os equipamentos MPEG-4 recebem canais em MPEG-4 e MPEG-2.

Pedro Viana disse...

e jogos do Mundial no canal parado HD?

Bem esperei para ver se lá aparecia alguma coisa para nos surpreender durante o Mundial para, fiunalmente, darem uso ao canal HD.

Mais uma opurtunidade perdida de divulgação da TDT e jogos em HD no canal parado

contakto disse...

Subscrevo na íntegra o conteúdo deste excelente post. Mais intrigante é o facto de, a menos de 2 anos do apagão, a grande maioria do povo português não saber sequer o que é a TDT. A este propósito, já vi até alguns outdoors publicitários de estrada, com o título SABE O QUE É A TDT?, lançados pela empresa Maiatrónica. É claro que têm interesses comercias mas é caricato e engraçado que seja uma empresa privada a fazer este trabalho de divulgação. Parecia-me justo que a Anacom obrigasse, pelo menos, o canal do estado a fazer esta campnha informativa, a menos que interesse manter tudo em absoluto silêncio e. se calhar, percebe-se porquê.
Cantando e rindo, lá seguimos o nosso caminho. É assim que eles gostam e nós fazemos-lhe a vontade.

Raul disse...

Seria possivel gravar os debates no parlamento e colocar na net? era interessante ver a desenrolar disto.
Cumprimentos.

Pedro Viana disse...

eu ia ver, mas à hora que ia começar a ARtv tramsmitiu outras comissões de trabalho, e segurança social....

http://www.canal.parlamento.pt/ este é o site, e na programação não há qualquer referencia a esta comissão, pelo menos assim me parece.

mais uma... queremos ficar informados sobre o que se passa, as questões e respostas e não pudemos ver.

até nisto parece que pouco interessa mostrar a vergonha que é a TDT em Portugal

SudEx disse...

""Quando o tuga perceber que, para poder continuar a ver 4 canais de TV, terá de comprar uma “caixinha” para cada televisor e, provavelmente ter ainda de pagar ao “técnico” para “mexer” na antena, não vai ficar muito satisfeito!"" --> mas como isso só ira acontecer com aqueles velhinhos no interior desquecido e ostracizado, já não há problema........ porque no fundo no fundo, o problema é que o PAY TV já está demasiado entranhado nas grandes cidades, e como a TDT está tão apelativa, ninguém pensa nisso e nem sabe e nem quer saber...

Yagi disse...

«mas como isso só irá acontecer com aqueles velhinhos no interior desquecido e ostracizado, já não há problema...»

SudEx,

O problema não é só com os "velhinhos" e no interior do país. De Acordo com os últimas estatisticas mais de metade da população só recebe a televisão gratuíta!

SudEx disse...

Não tinha noção disso, Yagi.... Não tenho noção do total de clientes de PayTV, mas imagino que seja complicado de quantificar, se for como as redes de telemoveis que estão sempre a falar em milhões.....

E ao mesmo tempo como se vê por ai tanta antena voltada ao Hispasat.. e como o cabo tem vindo a aparecer por todo o lado... até Vendas Novas já tem Cabovisão, e com a IpTV já nem cabo é preciso....

Agora imagine-se gente como em conheço, a viver nas bordas do Marão, onde o emissor analog vai abaixo e não vai haver digital emitido dali, e com jeito ficam em zona de sombra e que, vão ter de meter satélite? pois... e quem paga??....

Yagi disse...

TDT portuguesa por Satélite:
É uma obrigação contratual da licença TDT. O recurso à recepção via satélite não pode ficar mais cara para o telespectador do que a recepção terrestre. O custo adicional (se houver) será suportado pela PT. Teoricamente, o telespectador está salvaguardado. Na prática, veremos...

SudEx disse...

Bom... Se calhar a PT vai ""dar-me"" uma parabólica então.... Porque recebi hoje isto:

O emissor de Odivelas (latitude 38° 48'43.62"N; longitude 9°11'55.56"W) também poderá em princípio cobrir a sua zona, pelo que sugerimos que oriente a antena por forma a optimizar a captação do sinal televisivo.
Caso não obtenha ganho de sinal, solicitamos que aguarde por novas informações sobre o desenvolvimento da rede até ao final do ano, já que a implementação da TDT ainda está a decorrer.

OU SEJA: Por Favor Aguarde... Que remédio.. Se eles pelos vistos nem são capazes de saber se vai haver aqui um emissor mais perto de mim ou não....

Yagi disse...

SudEx,

Olhe que talvez não! Actualmente parabólica para o hispasat + LNB custa (em média) menos do que uma antena terrestre.

Mas, é preciso dizer que o serviço de informações da PT não tem qualquer informação sobre futura cobertura via satélite, apesar dela estar prevista no contrato de concessão. Oficialmente, no final de 2010 a cobertura será de 100%, ponto final!

tuggaboy disse...

Acho que os espanhóis deveriam começar a por canais em Portugal! Pelo menos teriamos mais... xD
Até Marrocos (7 nacionais + 1local) y a Argélia (5 nacionais + 1 programação) têem mais canais que nós!
Y atenção, tanta merdalhice que o "MPEG4-h.264" pq dava para o HD y no fim estão a emitir em definição standard com esse códec! O grande objectivo foi o de ganharem mais dinheiro com esta história toda prque é possível o HD com o códec que os outros países utilizam; claro que é necessária mais quantidade de bits mas seria mais barato!

Eu disse...

NINGUÉM NOS PEDIU SE QUEREMOS OU NAO, SIMPLESMENTE IMPOEM A COMPRA DE UM DISPOSITIVO PARA SE PODER VER TELEVISAO E TUDO PARA ENCHER A BARRIGA AINDA MAIS DE ALGUNS PREVILIGIADOS,JA TENHO TELEVISAO COM QUALIDADE MAIS QUE SUFICIENTE PARA QUE MAIS MERDAS?

Unipessoal disse...

Pois é isto da TDT era muito mais simples se as pessoas pudessem escolher a forma de ver tv, por exemplo por que não ter os canais via satelite livres como tem os franceses? ah claro já me esquecia que alguns da RTP, SIC e TVI devem ter ações na PT e na Zon e não se pode mexer com estas coisas.
Isto é sempre a mesma coisa, Portugal tem a mania de ser tudo á grande e depois nunca se faz nada de jeito.
Sou instalador de antenas na zona de Valença e por aqui temos nada mais e nada menos que perto de 40 canais de tv espanhola, sem contar as rádios, claro que mais da metade dos canais não prestam, mas... pelo menos há alguma coisa diversificada para ver.