quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

RTP vs. TDT

O comportamento da RTP não para de surpreender. A empresa pública não acredita na viabilidade de serem emitidos mais canais em sinal aberto na TDT! É o que se pode deduzir de uma recente posição da CPMCS* da qual é membro. Ou seja, a RTP não defende a disponibilização de mais nenhum canal seu em sinal aberto na TDT.

Esta posição está em total contradição com afirmações anteriores da própria RTP, publicadas em 2008, e já transcritas no blog TDT em Portugal em 2009. Recordo:

«Face ao impacto na população portuguesa e as obrigações de serviço público que lhe estão cometidas, a RTP, enquanto operador de serviço público, pretende ter um papel activo neste processo de evolução tecnológica e de alargamento da capacidade de oferta de serviços do sector audiovisual de forma a ser possível desenvolver uma verdadeira plataforma multimédia na TDT em Portugal.

A exemplo de outros países e das experiências mais recentes de TDT na Europa, o papel do serviço público de televisão (e concretamente as exigências em matéria de inovação e de cobertura universal de Portugal) pode ser decisivo para um switch-off mais rápido, quer através da qualidade e diversidade dos serviços de programas oferecidos, quer ainda pelo desenvolvimento de novos serviços ligados ao desenvolvimento da sociedade da informação (informação, educação, etc.).»

É caso para dizer: Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço!

Mais uma vez, volto a reafirmar aquilo que tenho vindo a dizer: a RTP não está interessada em melhorar o serviço público de televisão pois, para este ser universal, e portanto acessível a todos os portugueses, teria de passar forçosamente pela aposta na televisão digital terrestre e em canal aberto. O que não é intenção da RTP como fica agora definitivamente provado.

A posição da RTP só reforça a minha profunda convicção que a mesma favorece cada vez mais interesses privados, concretamente, os operadores de televisão paga. A empresa pública (supostamente de todos nós), parece ter-se tornado um mero fornecedor de conteúdos para os operadores de televisão paga. A conclusão é inevitável: a RTP é contra a disponibilização da RTP Memória e a RTPN (canais classificados de interesse publico), em canal aberto na TDT, ponto final!

No inicio a desculpa era a falta de espectro. Depois, quando já havia espectro, faltavam as licenças. Agora, e depois de finalmente ser equacionada a possibilidade de novos canais de serviço público na TDT, a RTP diz não acreditar que sejam viáveis mais canais em sinal aberto!

Afinal, quem é a RTP para falar de viabilidade?! Uma empresa pública que apresenta um défice médio anual de 200 milhões de euros que, naturalmente, é pago pelos contribuintes portugueses?! Uma empresa pública que, apesar dos altíssimos prejuízos, não pára de anunciar novos projectos (como é o caso do serviço RTP Play e do novo canal de música para a televisão por cabo), e se recusa a divulgar publicamente o custo desses projectos?! Que espécie de serviço público é este? Onde está a transparência?

O que pensar de uma empresa pública de rádio e televisão que não tem a mínima consideração pelos seus telespectadores? Criou o programa “A Voz do Cidadão” para quê? Porque a BBC tem um programa idêntico? Imitaram o programa mas falta o essencial: o respeito pelo telespectador! De pouco serve dar voz ao cidadão se dentro da empresa ninguém está disposto a escutar!

A RTP que siga o exemplo das suas congéneres italiana, espanhola ou inglesa e não se limite a “importar” formatos de programas. Porque será que RTVE, RAI, BBC, e tantas outras estações públicas apostam na televisão digital terrestre e a RTP não? Qual a razão? Afinal quem manda na RTP?

* Confederação Portuguesa de Meios de Comunicação Social

Posts relacionados:
TDT: MAP e ERC decidem novos canais
TDT portuguesa - Que futuro?
Portugueses querem RTP Memória na TDT
RTPN e RTP Memória na TDT, já!

13 comentários:

Jonhy disse...

Sou um grande admirador e seguidor do seu blog, pois até agora não encontrei outro endereço URL (português ou não) com mais clareza e transparência que o seu. Desde já os meus parabéns pelo excelentissimo trabalho até agora realizado, além da toda a exposição dos mais variados "complôs" existentes à volta de assunto.
Infelizmente é nestas (e outros) assuntos que se vê a "fibra" do pôvo português e de toda a corrupção passiva/activa que se vive no nosso país no séc. ... XXI? Pois... parece mentira mas é verdade, apesar de ainda irem existindo alguns Português (poucos infelizmente) vão lutando contra a vergonha vivida no nosso país, quando comparando com a realidade espanhola e a realidade francesa (que tão bem conheço) acerca deste tema.
Realmente é um pena que através dos lobies e interesses, subjugando o que realmente interessa que é a vontade e o interesse dos contribuintes (que somos todos nós), a TDT em Portugal seja apenas um prato horrivelmente serviço frio e fora do prazo(s).
Custa-me dizer, mas realmente, mas é com muita pena que o digo que me sinto com MUITA vergonha de ser Português... :O(
Acho que deveriamos de mudar o título de TDT - Televisão Digital Terrestre em Portugal para
TDT - Televisão Da Trapalha Portuguesa ou até da Trafulhice...
Deixo ao vosso critério meus senhores...
Um Português revoltado e muito MUITO envergonhado...
JJ

Miguel disse...

Temos que nos juntar e fazer ouvir a nossa voz. Seja de novo na Voz do Cidadão (mesmo que não dê em nada outra vez, ao menos dá visibilidade à questão) ou numa das televisões privadas. Eu apostava na SIC, que é quem tem dado mais ênfase às questões menos claras relacionadas com a RTP. E eles adoram dizer mal da RTP.

A bida é bela!!! disse...

deviamos voltar a inundar a provedoria do espectador com estes assuntos. Doutra maneira não vai lá!

Helder disse...

Inflizmente no programa do provedor ainda não vi nenhuma questão ou reclamação colocada ter sido dada razão a quem fez a reclamação.
Ainda me lembro de um programa em que uma localidade na zona de Mesão Frio punha o problema da recepção pois em tempos a propria junta de freguesia tinha colocado um retransmissor para alimentar a aldeia e arredores mas como quem fazia a manutenção do retransmissor por razões de saúde e avanço da idade deixou de o fazer ficaram sem sinal. A unica alternativa era pagar para ver pois só através do satelite era possivel mas não para a carteira de todos.
Resposta da RTP "não valia apena investir num retransmissor para servir a zona pois era uma tecnologia obsuleta e o futuro passava pela TDT e aí a população em causa vai ficar melhor servida". Isto foi mais ou menos á dois anos não sei se a dita população já tem cobertura pela TDT ou não mas por aqui já se vê como a RTP olha para o serviço publico.

Yagi disse...

Helder,

Recordo-me dessa emissão. Creio que foi uma das primeiras emissões do programa já há alguns anos. O referido retransmissor ficava fora de serviço com alguma frequência devido às trovoadas e a manutenção deixou de ser feita.

Se algum leitor souber o nome da localidade e se já lá chegou a TDT por favor contacte-me: tdtportugal@gmail.com

Obrigado

fábio disse...

Meus caros!

A TDT está claramente sabotada em Portugal!
Não vejo ninguém a nível público a denunciar o que se está a passar. Tirando uma notícia na TVI noutro dia sobre o apagão mais ninguém toca na TDT em Portugal. É um verdadeiro mistério. É quase um assunto ao nível de segredo de Estado.
A RTP não defende a disponibilização de mais nenhum canal seu em sinal aberto na TDT.
Pura e simplesmente absurdo.
Espanha já vai em mais de 30 canais nacionais, sem contar com as regionais e as locais.
França a mesma coisa, Itália pelo mesmo caminho, Bélgica... Até Marrocos, Andorra e Argélia têm mais televisões em digital terrestre que nós.
O que se passa? Simples. Interesses instalados.
Como alterar o estado das coisas?
Em Itália, na Grécia, em Espanha etc, o caminho foi: televisãoi pirata!
Não há outra forma a dar à coisa!
Pensem bem, procurem se informar sobre o que se passou lá fora e cheguem à mesma conclusão.
NÃO HÁ CONCORRÊNCIA!
Há um tripólio entre a RTP, SIC e TVI e enquanto não houver mexidas nisto não vamos mudar.
O que é mais lamentável é que a RTP esteja envolvida nesta imundice que é o mercado totalmente fechado e controlado do audiovisual português!
Não há paralelo em toda a Europa.
2011. Portugal. 4 canais de tv nacionais. Menos de 2% de portugueses com TDT em casa. É único em toda a Europa!
Tristemente não vejo ninguém meter mão à obra...

Yagi disse...

fábio,
Que a TDT está a ser sabotada em Portugal, tenho-o vindo a dizer já há algum tempo no Blog TDT em Portugal, e isso está disponível para todos consultarem.

E posso assegurar que o blog TDT em Portugal, para além do cidadão "comum", é lido por: jornalistas, investigadores, acessores políticos, etc.

Estas situações escandalosas não têm divulgação nas TV's, jornais e rádios, porque há grandes interesses económicos em jogo e este estado de coisas beneficia muitos! Já lancei esta critica há imenso tempo.

Por exemplo, esta posição da RTP em relação à TDT, beneficia também a SIC, a TVI e a própria PT! A posição è, aliás, conjunta (CPMCS).

É tudo uma questão de interesses.
O grande problema é que ninguém defende os interesses do cidadão.

Mais, o silêncio de alguns é nitidamente "comprado"! E, por agora, fico por aqui...

CMatomic disse...

Já estava a espera disto,antes, ou seja em 2000,algumas pessoas diziam que eu estava a inventar coisas.
Estava a vista de todos, vi logo isso quando iniciou a sporTv em Portugal, em conjunto do belo negocio da tvCabo por satélite.

Acho que todos aqueles que entendem como grave é isto que esta acontecer em Portugal,propunha uma ideia de recolha de assinaturas pelo todo pais , para acabar com esta falta de respeito.

Afonso Anjos disse...

Pessoal, acabei de enviar o seguinte texto para o forum TDT, supostamente fundado pela RTP, SIC, TVI e PT. Aqui vai:

"é uma vergonha A PT, RTP, SIC, TVI e Anacom como se conportam! tenho visto a tv pela europa e em portugal. Com um claro sucesso e provas + que dadas. Devido aos corruptos em portugal desses grandes senhores das empresas que mencionei ao inicio, que em vez de defenderem o interesse do cidadão e duvulgar a TDT, não! Querem encher os bolsos e querem que se pague pra ver tv, é uma vergonha meus senhores. Estou FARTO de ver a porcaria que os senhores fazem, eu e milhares de pessoas, que esperam ter + e melhor tv (+ canais e melhor em conteúdos e passando é claro pelo HD) e o conflito de interesses fala sempre + alto. Divulguem a TDT, Informem o POVO, coloquem + canais e material. Tenham vergonha e comportem-se como gente crescida que são.
Muito obrigado."


A ver vamos se dá nalguma coisa! Ou me processam ou simplesmente ignoram e apagam o texto.
Bombardêem as caixas de correio desses senhores: RTP, SIC, TVI, Anacom, PT, etc, a ver se acordam.
Eu sei que é só por interesse que a TDT está como está, mas se mostrasmos descontentamento activo talvez se mexa alguma palha.

Donaldo Carreiro disse...

Infelizmente, o Sócrates é que manda na RTP

Pedro disse...

Resumindo e concluindo, a TDT vai PIORAR o serviço de televisão em Portugal. Mais canais? Nicles. Melhor qualidade de imagem? É uma mentira pegada. O processo de digitalização leva à perda de definição - as rugas das pessoas, por exemplo, desaparecem (apenas as emissões em HD melhoram a imagem) - o efeito de arrastamento é uma constante, sobretudo nos aparelhos mais baratos (os da maioria da população), os freezes (paragem de imagem) são uma constante, já para não falar dos crashes habituais. E aqueles que tiverem ou quiserem recorrer a boxes ligados aos seus velhos televisores, terão mais um telecomando a complicar as coisas... Enfim, vão-se gastar balúrdios para se ter um pior serviço do que já tínhamos. Tenho dificuldade em econtrar uma vantagem para a implementação da TDT em Portugal. O EPG? Por favor, a TV Guia faz o mesmo mais eficazmente, sem 'esconder' a emissão.
Isto da TDT em Portugal é uma vergonha revoltante, sem paralelo no resto da Europa onde são oferecidos mais canais (temáticos, regionais, etc), alguns em Alta Definição (ainda que pagos), serviços pay-per-view, etc!

Yagi disse...

Pedro,
A qualidade de imagem na TDT (tirando os freezes) é tão boa ou superior à da televisão analógica. A perda de definição pode ser causada pelos próprios televisores devido às definições de imagem utilizadas.

Anónimo disse...

Caro Blogger,

Voce é que devia de estar a presidir a comissão para a TDT.

Diz tudo aquilo que o povo pensa em relação à TDT.

Esta alteração pode ser uma grande oportunidade para a televisão em Portugal, mas por causa dos interesses instalados não passa de uma trapalhada e vigarice.

Espero que este novo governo ponha o dedo na ferida e faça o que tem que ser feito e não o que convem aos amiguinhos.