sábado, 1 de janeiro de 2011

PTC falha meta de cobertura da TDT (actual.)

Para não variar, o ano de 2011 começa com mais um adiamento para a TDT. Apesar de ter repetidamente afirmado que a cobertura do sinal TDT abrangeria a totalidade do território até ao final de 2010, a PTC, mais uma vez, defrauda as expectativas de muitos cidadãos.

A empresa, recordo, afirmou que concluiria a cobertura TDT até 31/12/2010. O mesmo disse o Sr. Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, ao afirmar em Junho, que no final do ano a cobertura da população estaria a 100%. Isso mesmo todos puderam comprovar no site oficial da TDT: inúmeras localidades apontavam que estariam cobertas até 31/12/2010. O mesmo se foi informando através da linha telefónica da TDT. Agora, a 31 de Dezembro essa informação foi substituída pelo texto: Localização de cobertura em actualização. Á hora a que escrevo este texto mais nenhuma informação ou esclarecimento está disponível para consulta.
O que é certo é que o título habilitante (direito de utilização do Mux A) diz claramente que a PTC estaria obrigada a garantir a cobertura de 100% da população até ao final do 4º trimestre de 2010 (ou seja 31/12/2010). Isso claramente não aconteceu. Terá a página do Fórum TDT sido alterada para não evidênciar o claro incumprimento em que a PTC incorreu? O que irá acontecer? Será que a ANACOM irá “fechar os olhos” a esta clara violação de uma das cláusulas do título habilitante de utilização de frequências? Aposto que sim. E o mais grave é que creio que já ninguém espera comportamento diferente!
Suspeito que a maioria das localidades em que se apontava 31/12/2010 como data limite para ter cobertura, irão muito em breve, como por milagre, aparecer como já cobertas.
Tendo-me apercebido de que isto ou algo de semelhante iria acontecer, coloquei em Agosto uma nota informativa na secção de Emissores/Mapas/Frequências do blogue TDT em Portugal. Isto porque cedo me apercebi que muitas das localidades que apontavam 31/12/2010 como data limite para a cobertura não iriam de facto ser cobertas por um novo emissor ou retransmissor. Como também tive oportunidade de informar, e por estranho que possa parecer, a própria linha de apoio à TDT afirmava desconhecer a possibilidade da cobertura via satélite!
Recordo mais uma vez que a cobertura complementar via satélite está prevista desde o início e, em determinados, locais será a única opção disponível. Mas, como também já tenho informado, está ainda quase tudo por saber a este respeito. Apenas se sabe que a cobertura com recurso ao satélite não poderá ficar mais onerosa para o consumidor do que a recepção por via terrestre, e de que é uma matéria que a PTC está ainda a definir. Mas, como disse, há inúmeras questões por esclarecer, e a julgar por todos os precalços que a nossa TDT já sofreu, não me surpreendia se esta matéria vier a dar origem a mais uma (grande) polémica.
Mais uma vez, a falta de informação e de transparência ajudam ao sucessivo adiamento da adesão à TDT por parte de muitos portugueses. Muitos aguardam ainda por saber quando e como irão receber a TDT. Ano novo, novo adiamento... What else?
16/03/2011:
Só no passado dia 10 de Março a informação de cobertura foi actualizada do site oficial da TDT. Tal como suspeitava e havia informado em Agosto de 2010, muitos locais apresentam agora indicação de cobertura sem que tenha entrado em funcionamento um novo emissor que sirva as zonas em questão. Segundo um responsável da Anacom, a cobertura da TDT ficou concluida no final de 2010. Recordo que, segundo informação da própria PT, a rede teria 180 emissores, mas apenas 153 foram instalados.  
Relativamente à cobertura por satélite, oficialmente, não há ainda novidades. Apesar de estar obrigada contractualmente a assegurar a cobertura de 100% da população até 31/12/2010, nem mesmo o serviço de informação ao público da TDT sabe informar sobre a cobertura por satélite! Mas, ao que o Blogue TDT Portugal conseguiu apurar, os locais sem cobertura terrestre terão acesso gratuíto ao serviço (ou parte do serviço) via satélite MEO. 

Posts relacionados:
TDT: Emissores, Mapas e Frequências
TDT: como melhorar o sinal
TDT: problemas de recepção
TDT - Lançamento Oficial é Hoje!

6 comentários:

pribeiro@net.ipl.pt disse...

Não há problema, no final do ano voltam-lhes a dar milhares do noss €€€ como compensação pelo excelente serviço público que prestam. (como aconteceu este ano).

Manuel Cruz disse...

Diz o povo que «quem torto nasce, tarde ou nuca se endireita».
Este processo da TDT começou por nascer mal, tardio em relação à Europa e com um standard de compressão de vídeo que mais ninguém usa (mpeg2 na Europa mpeg4 em Portugal). Com isto os meus companheiros do movimento europeu de autocaravanistas, ficaram impedidos de ver televisão em Portugal!
Não é de admirar, tendo em conta o que se fez com as SCUT´s aos nossos irmãos galegos...
Voltando à TDT, este atraso agora verificado é mais uma nódoa que temos de limpar...

João António disse...

Parabéns Yagi pelo excelente Blogue.
É de admirar como ainda não recebeste (ou ainda não aceitaste) nenhuma oferta para ficar calado!...;)
Força aí na Luta!

Após a leitura de vários artigos aqui, tenho um ponto que realmente gostava de ver esclarecido para definir o receptor de TDT a comprar:
- confirma-se que para poder receber os previstos canais pagos TDT é preciso o set-top box possuir uma CI (Common Interface), isto é, a ranhura para receber um cartão, certo?
E será que tendo a CI, de certeza que irá dar para aceder a esses canais, ou poderá haver outro método que obrigue ao aluguer dum equipamento?

Yagi disse...

João António,

A TDT paga em principio não vai existir! Em definitivo ainda não existe nada porque não se sabe o que vai ser decidido aos muxs que ficaram livres com a desistência da PTC. Daí eu falar repetidamente na incerteza que existe em praticamente tudo relacionado com a nossa TDT.

Quanto aos equipamentos, leia este meu post de 2009:
PTelecom “descuida” TDT paga nos testes de verificação de compatibilidade

José Farinha disse...

Também desejo manifestar o meu apreço pelo excelente trabalho aqui desenvolvido,parabéns ao "Yagi".
Hoje mesmo decidi vir aqui saber as últimas,pois após ter adquirido um humilde receptor de TDT com a norma Portuguesa,para as minhas primeiras tentativas da recepção do tão "badalado" sinal concluí que nada apanho,nem mesmo andando com a YAGI ás voltas...com e sem amplificador de sinal...desisti e começei a indagar,e este foi o primeiro sítio onde me dirigi,já nem sequer preciso de ir ao sítio oficial,pois se calhar iria ficar ainda mais enjoado com a falta de informação existente onde ela devia ser objectiva e consistente.
Dá para perceber que quem escreve neste Blog sabe do que está a falar e que conhecimentos sobre o assunto não lhe faltam pois continue ,mas...cuidado pois pode tornar-se inconveniente a ponto de o perseguirem,infelizmente é uma situação recorrente quando se põe em causa certos e determinados interesses que não convêm que sejam equacionados.
Eu por exemplo,actualmente estou vivendo numa zona em que a cobertura televisiva é feita pelos emissores da Lousã,vejo a RTP1(Canal-3) razoavelmente mas graças a muita "ginástica" na colocação de antena e respectivo direccionamento ,tem sido uma verdadeira odisseia,mas no que toca aos restantes canais é uma frustração os sinais até são relativamente altos mas...as reflexões são tantas que não dá!isto para dizer o quê? bom estava optimista que em janeiro iria talvez poder melhorar a recepção recorrendo á TDT e foi por isso que adquiri o dito cujo,mas pelos vistos é para esquecer.O satélite é de facto a minha única alternativa decente,mas como os quatro canais convencionais não são difundidos por esta via sem o respectivo pagamento,e como eu acho uma autêntica violência termos que pagar para levar-mos com toneladas de publicidade,e como também os "trocos" não abundam lá vou convivendo com esta miséria de cobertura.Felizmente que vou tendo outros motivos e ocupações que de algum modo me fazem desprezar um pouco a subserviência televisiva.
Já agora e só em geito de remate,também nesta zona não disfruto de cobertura GSM de nenhuma operadora e também não tenho internet pela PT porque as linhas não prestam, ás vezes nem para voz servem, assim decidi acabar também com a PT em termos de telefone e cá vou sobrevivendo com algumas engenhocas,bem hajam e deculpem pelo desabafo.

Yagi disse...

Caro José Farinha,

Como o amigo há muitos mais portugueses em situação parecida. Apesar de prometida, a cobertura terrestre de TDT ainda não está concluida. E mesmo quando terminada muitas localidades irão ficar sem cobertura.

Mas não é só no interior que há insuficiências de vários serviços. Em pleno litoral há muitissimas localidades sem acesso a rede de televisão por cabo. Com internet só por linha telefónica, com velocidades baixas e várias quebras ao longo do dia. Cobertura 3G deficiente. Acesso a redes de fibra óptica, então nem se fala!

Vivemos a ditadura do económicamente viável!