segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Portugueses querem RTP Memória na TDT

A RTP Memória foi o tema do programa A Voz do Cidadão emitido no passado fim-de-semana na RTP. Cidadãos “comuns” e “notáveis” emitiram a sua opinião sobre o canal e manifestaram o desejo de ver a RTP Memória disponível para todos, ou seja, a difusão do canal em sinal aberto.

O leitor mais atento, irá certamente recordar que já em Junho de 2009, na sequência de um “movimento” iniciado pelo Blog TDT-Portugal e seus leitores, o programa A Voz do Cidadão dedicou uma emissão à TDT e o porquê da não difusão dos canais RTP Memória e RTPN em sinal aberto. Na altura, como muitos recordam, a justificação dada para a não difusão dos canais em sinal aberto foi a falta de espectro (espaço) na TDT, justificação que, diga-se, não convenceu ninguém! Também em 2004 a justificação para a não emissão do canal em sinal aberto (o canal tornou-se exclusivo da TV por cabo), havia sido a saturação do espectro radioeléctrico!

Como foi noticiado, a PT desistiu da TDT paga e como resultado 5 Mux’s ficaram livres, estando a mesma, alegadamente, a “negociar” com RTP, SIC e TVI a utilização a dar ao espectro não utilizado. A habitual desculpa da falta de espectro para a emissão da RTP Memória (e RTPN, e outros) na Televisão Digital Terrestre, deixou portanto, de ter qualquer fundamento. Esgotada a “cassete” falta de espectro, ficámos agora a saber que a nova justificação para a não difusão da RTP Memória em sinal aberto (acesso gratuito) é a falta de licença para o efeito! «Estão atribuídas todas as licenças para emissão em sinal aberto e não existem mais.» disse o director do canal.

Será então assim tão complicado para o Governo fazer com que seja emitida uma licença para um canal classificado de interesse público?

Até quando os responsáveis da televisão pública continuarão a ignorar a voz do cidadão?

Quando terminará o exclusivo das redes de TV cabo sobre os canais do operador público?

A emissão do programa A Voz do Cidadão está disponível aqui.

9 comentários:

Raul disse...

Não só a RTP memoria, mas a RTP n, devia ser incluido na tdt. com a desculpa da licença penso que a bola está do lado governo dar inpulso a tdt!

Eduardo disse...

Pois é Raúl, o governo tem nas mãos a TDT e deveria mesmo dar as tais licenças... seria uma vergonha nacional se o governo recusasse dar as licenças...

Mas o caso da PT desistir da TDT paga é uma vitória para todos nós, só falta mesmo haver mais canais em aberto...

gentil79 disse...

Se O governo atribuir as licensas para a RTPN e RTPM entao os canais privados comecarao a chorar baba e ranho dizendo que estao a ser discriminados. Por conseguinte, tambem querem ter licensas para os seus restantes canais em sinal aberto. isto so favorecia o telespectador... mas pelo filme de terror da TDT que estamos a ver neste momento, tudo pode acontecer... ou nada acontecer. aguardemos!

t0nito disse...

Sabem o que é? É que não é "conveniente" para alguns que esses canais sejam livres, enfim, mais uma vez digo, estaremos sempre um passo atrás do resto da europa, e não querendo ser pessimista, mas acho que vai levar muito e muitos anos a ter mais que 4 canais livres, para não dizer que nunca mesmo... E já agora neste andamento, um canal em HD parece-me estar também num futuro muito longínquo

Popy disse...

no facebook do Festival da Canção 2010, chegou a noticia que...

as semi finais e a final do Festival da Canção 2010 vão ser emitidas em HD

http://www.facebook.com/home.php?#/festivaldacancao?ref=mf

para quantas pessoas? Meia duzia?

Se calhar também não é financiado por dinheiros públicos...

Popy disse...

ah na altura do outro programa o Provedor disse que os canal não são financiados por dinheiros públicos.

eu não acredito. há jornalistas que tanto estão na RTP como na RTP N (por exemplo o João Adelino Faria tanto apresenta noticias na RTP N como o Telejornal na RTP 1), os jornalistas que apresentam o Desporto 2 ao fim de semana, normalmente são os mesmos que apresentam as noticias de desporto na RTP N às 18:30... o José Rodrigues dos Santos apresenta o Telejornal e tem um programa sobre livros na RTP N...

quem paga ou como são pagos os ordenados?

isto são só exemplos, já nem falo em meios tecnicos (carros de exteriores por exemplo) ou quando um jornalista entra em directo de algum sitio para as noticias da RTP N e depois tá em directo no telejornal da RTP 1.

Hélder disse...

Popy, de facto o financiamento dos canais de cabo da RTP são diferentes. A RTP1 e 2 vive da publicidade e dos contribuinte$, enquanto os restantes vivem dos acordos com os operadores.

Agora o que existe é muita troca de conteúdos e profissionais entre os canais, o que torna difícil destrinçar onde acaba o Serviço Público e começam os canais comerciais.

Esta seria uma oportunidade de ouro para o Governo intervir e clarificar as coisas. Mas estou céptico, dificilmente haverá novidades até 2012 porque poucos tugas sabem o que é isso da TDT (leia-se: tem pouco interesse a nível político). Só quando se aproximar o switch-off é que o Governo se vai ter de apressar para justificar o fim do analógico.

Márcio Santos disse...

Hilariante! Ou seja o programa onde participei não passou de uma fatuxada? Sou a favor da emissão em sinal aberto da RTP na TDT, haja seriedade, são pagos por nós! Não me venham dizer que não! Os conteudos da RTP Memória são pagos pelos Portugueses há mais de 50 anos!

VERGONHA!

SudEx disse...

Eu já assinei. E para mim metia-se também a RTP Africa, a ARtv, e porque que a SIC e a TVI não metem também na TDT os seus canais de notícias?... Afinal optou-se pelo MPEG4 para poupar eter para o que?!?!... 4canaizitos?