segunda-feira, 23 de novembro de 2009

TDT paga adiada e "reformulada"!

Tudo indica que a oferta paga da televisão digital terrestre, designada Meo DT, irá ser reformulada e o seu arranque adiado. A PT, através do seu presidente executivo, informou que está em "discussões" com o regulador (Anacom) a propósito de uma suposta alteração de circunstâncias do mercado!

A TDT paga, recorde-se, esteve durante vários meses envolta em controvérsias e problemas jurídicos que rodearam o concurso desde o inicio do processo em 2008:
  • A PT acordou à última hora a compra da rede de emissão da TVI, garantindo a impossibilidade de algum outro concorrente se apresentar a concurso com rede própria;
  • A Airplus contestou “vigorosamente” a avaliação e o resultado do concurso;
  • A Sonaecom desistiu de concorrer, alegando que os concursos teriam sido “feitos à medida” da PT.
Em Junho de 2009, foram finalmente emitidas as licenças de emissão da TDT de acesso pago. De acordo com o previsto, a PT está obrigada a iniciar as emissões da TDT paga, o mais tardar, até 31/01/2010. Este prazo contempla já uma prorrogação de seis meses a fim de compensar o atraso devido aos citados problemas jurídicos. A licença para a emissão da oferta gratuita, recorde-se, foi emitida em Dezembro de 2009, ou seja, apenas 6 meses antes!

Mas agora, o presidente executivo da PT declarou à margem da recente conferência da APDC:

"O mercado evoluiu bastante, houve alteração de circunstâncias que estamos a discutir com o regulador"

"passou mais de um ano e tal, com todos os atrasos que houve no processo"

Mas, já em Abril deste ano, o presidente executivo da PT, Zeinal Bava, na sequência do atraso na concessão das licenças para a TDT paga, e do fracasso do concurso ao quinto canal de televisão generalista tinha comentado:

«após nove meses deste processo, passou muito tempo, há uma alteração de circunstâncias que temos de analisar».

Na altura, terá também confirmado que a presença do 5º canal na TDT seria um importante incentivo à compra das caixas receptoras. Mas, no entanto, o processo de certificação, que é da responsabilidade da PT, não prevê sequer a compatibilidade das caixas receptoras com a TDT paga! Ou seja, na minha opinião, a “desculpa” da falta do 5º Canal (relativamente à TDT paga) não colhe, até porque, mesmo se não tivessem ocorrido os incidentes conhecidos, o 5º Canal provavelmente nunca arrancaria antes de meados de 2010!

O presidente executivo da PT, terá contudo garantido que o avanço do projecto não estaria em causa.

Estranho como um atraso de apenas alguns meses pode, aparentemente, “obrigar” à reformulação de um projecto…

Coincidência, ou não, também o ritmo de implantação da rede de emissores abrandou significativamente. Contudo, a PT justifica este “atraso” com situações meteorológicas adversas e outros constrangimentos.

Certo é que os desenvolvimentos mais recentes podem suscitar várias questões:
  • Continuará a PT com o mesmo interesse e empenho no desenvolvimento da TDT?
  • Estará a implantação da TDT a ser deliberadamente atrasada, de forma a não afectar o crescimento das outras plataformas do Meo?
  • Ou, estarão as declarações do presidente executivo da PT, de alguma forma relacionadas com a aparente recusa em antecipar a data do desligamento analógico para Janeiro de 2011, como pretende a PT?
Dá que pensar...

11 comentários:

Hélder disse...

Lá está, a PT sempre a atirar areia para os olhos das pessoas...

"ituações meteorológicas adversas"?! Tivemos um Inverno mediano e um Verão longo e quase não tivemos chuva até final de Outubro. Se calhar foi esse o problema: os técnicos estavam todos de férias na praia.

Isto é tudo para esconder o facto simples de confirmar que a implantação da rede de transmissores tem sido um enorme fracasso. Pouca gente apanha TDT em condições sem breaks e é quase impossível captá-la com antena interior. Noutros países, a implantação da TDT significou melhorias na recepção, aqui tem sido o contrário.

Eliseu disse...

Pior ainda, na 4a Feira quis ver futebol da LC pela TDT... que desilusão. Muito quadriculado para meu gosto num ecrán de 32 polegadas!

Prefiro 1000 vezes o sinal analógico, esse sim livre de artefactos. Como é possível falarem sistematicamente de HD se nem sequer usam o SD convenientemente. o HD não passa de um chamariz, puro marketing.

No Verão, quando recebi ocasionalmente a TDT de Espanha, pude comprovar a excelente qualidade do sinal deles, e até é em MPEG-2. Não se vê artefactos porque... obviamente mantêm o bit-rate em valores aceitáveis. Será que cá vão reduzir a resolução do SD dos actuais 720 x 576 para 480x 576 para poderem baixar o bit-rate? É que só falta isso...

Há uma expressão para designar uma excelente imagem, termos de comparação para outros patamares. Essa expressão é (ou era) "Qualidade Broadcast". Parece que quando acabar o analógico em Portugal, vamos deixar de ter "Qualidade Broadcast".
O MUX vai ter sempre espaço para mais um canalzinho, de preferência pago.

Yagi disse...

Eliseu,

Acredito que a pixelização é causada por má configuração do multiplexer, porque todos se queixam dela, independentemente do nível/qualidade do sinal. Eu já comprovei que o problema não está na emissão, mas sim no multiplexer. Tantos meses passados desde o lançamento da TDT, a PT já deveria estar a emitir um sinal "perfeito".

Relativamente à qualidade de imagem, a PT está "obrigada" a emitir com qualidade igual ou superior ao actual sinal analógico.

Quanto à TDT espanhola, também recebi os mux's 45, 63, 66 e 68. A qualidade é de facto boa e em MPEG-2, como todos sabem.

4throck disse...

Relativamente à qualidade, e no que toca ao futebol, também noto que é bastante má tanto na RTP1 como na TVI. Em ambos os casos se nota que a fonte é video composto (analógico)! Este tipo de fonte comprime muito mal e é por isso que os resultados não são brilhantes. Idem para os programas em PALPlus (analogico) da RTP. Algumas séries americanas tem em contrapartida excelente imagem...

Hélder disse...

Qualidade igual ou superior ao analógico? É subjectivo, para muito boa gente, o digital é sempre superior ao analógico. É só perguntar aos publicitários ;-)

Fora de brincadeiras: é completamente impossível manter a qualidade do analógico num stream com pouco mais de 2Mbps.

Yagi disse...

4throck,

A má qualidade de transmissão de alguns jogos de futebol deve-se à falta de qualidade dos feeds. As transmissões via satélite que alimentam a emissão já têm uma qualidade fraquinha. Depois ainda são sujeitos a mais uma etapa de compressão na TDT, com mais perda de qualidade!

Para a TDT ter boa imagem é necessário alimentar os multiplexers com sinais de boa qualidade!

Algumas séries americanas têm uma qualidade muito boa na TDT (ex: Mad Men), precisamente porque a fonte é de alta qualidade.

Se o sinal é à partida fraco, não há bitrate ou MPEG-4 que faça milagres! É um principio básico!

capsxino disse...

Acho que o problema da qualidade de imagem dum jogo de futebol deve-se ao video ter muita textura e movimento.

4throck disse...

É isso mesmo Yagi... O problema neste caso não está na PT, mas sim nos próprios canais. Estamos em 2010 (quase) e passam coisas que parecem vir de uma fita VHS :-)
Visto pela positiva, até é bom essa fontes más degradarem a imagem, e se isso passar a constituir um "problema". Se houver "problema" talvez haja "solução"...

Curioso ou não, os anúncios tem quase sempre excelente imagem :-)

Yagi disse...

capsxino,

A mioria dos eventos desportivos são mais exigentes na compressão e necessitam de maior bitrate. O futebol, em particular, é dos motivos mais exigentes, devido aos movimentos bruscos de câmara e à textura dos relvados, como diz.
Mas há outros: bandos de pássaros a voar, neve a cair, etc.

António disse...

Ainda não se percebe se a TDT gratuita (que será o objectivo base da TDT) já tem alguma expressão em Portugal, o que parece dificil tendo em conta o que oferece, e já se vem falar na TDT paga?

Manel do Outeiro disse...

Pois é... consta que a PT acaba de pedir a revogação da licença dos canais pagos!!! Parece-me que vem aí tormenta da grossa. Então não é que a PT ganha à Airplus (supostamente porque tinha um projecto mais sólido), e agora com a desculpa esfarrapada dos pressupostos terem mudado já não quer a licença???!!!
Então e quem ficou prejudicado (a Airplus)? E o Estado? E os cidadãos?