terça-feira, 7 de abril de 2009

Adaptadores TDT serão mais caros que o anunciado!

Os leitores mais atentos estarão recordados que sempre critiquei a adopção do MPEG-4 para o Mux-A (onde serão transmitidos os canais gratuitos) da nossa TDT. Essa critica não foi à toa! Desde cedo citei o preço alto dos equipamentos MPEG-4 como obstáculo à rápida massificação da TDT. A rápida massificação da TDT, recorde-se, foi o critério com maior importância relativa na avaliação do juri do concurso ao Mux A. Responsáveis da RTP lançaram o mesmo alerta, que foi ignorado!

No passado dia 12 de Janeiro, o presidente executivo da Portugal Telecom, fez uma apresentação sobre a TDT, tendo posteriormente declarado que os equipamentos mais acessíveis teriam um preço de até 50€.

«A PT vai ter várias opções de boxes disponíveis, sendo que a mais básica custará 50 euros enquanto as mais sofisticadas, que permitem gravar e parar programas, serão mais caras, mas "a um preço bastante acessível para todos", salientou Zeinal Bava. » in Sapo Tek, 12/01/2009

Tendo em consideração que se trata de um equipamento tecnologicamente mais evoluído (suportam HD) que as vulgares set-top box MPEG-2, fui (e sou) da opinião que neste momento se trata de um preço razoável. Em todos os outros países, estes receptores são substancialmente mais caros, como também já tinha referido em ocasiões anteriores.

Mas, agora o coordenador do projecto TDT da PTelecom vem dizer não acreditar que esse preço seja praticável na data de lançamento da TDT!

Quando alguém anuncia o preço de algo, é porque está em condições de o vender a esse preço! Caso contrário não estará a fazer publicidade enganosa?!

Afinal, têm razão todos os que não acreditaram nas palavras do presidente da PTelecom!

Quanto à disponibilidade da referida set-top box (adaptador), por parte da PTelecom, já é de esperar que só esteja disponível na véspera do lançamento da TDT paga!

Links:

10 comentários:

A bida é bela!!! disse...

Mas já se sabia como é a PT em relação a preços, primeiro é uma coisa depois é outra.... Por um lado acredito que investir no mpeg4 é uma opção acertada, já que é um investimento para o futuro, mas desde que devidamente fundamentado, já que como foi dito, o material é muito caro

Ribeiro disse...

Compreendia-se a opção pelo MPEG4 se estivéssemos com escassez de espectro com um pacote de dezenas/centenas de canais FTA com o Espanhol, ou o Inglês e fosse necessário uma grande eficiência espectral.
No nosso cenário em que temos um único MUX em aberto e uns 5 canais é mesmo absurdo ter-se de adquirir equipamentos de ultima geração para depois termos uma qualidade efectiva miserável (devido à qualidade das origens dos conteúdos)
Com os elementos que tenho até hoje (inclusive o recente "chumbo" do concurso do 5º canal) a minha opinião é de que a TDT será em Portugal um super, mega, giga FIASCO!

Popy disse...

para ai no dia anterior ao lançamento...

tal como se calhar só vamos saber onde vai ser possível ver tdt a partir do dia 29...no dia anterior.

Ribeiro, e eu acredito que quando o apagão acontecer, muita gente (e sublinho o muita) não vai perceber porque é que de um momento para o outro deixou de poder ver tv.

coitadas daquelas pessoas que vivem nas aldeias esquecidas do interior e que já mal recebem sinal analógico em condições e poucas possibilidades têem de comprar aparelhos desses e perceberem como funciona.
o que a julgar pela não divulgação em condições, é o que vai acontecer

Yagi disse...

A TDT não vai ser um fiasco, porque não pode ser um fiasco...
A TDT é inevitável!

Infelizmente, em portugal é normal guardar-se tudo para o último momento! E isto apesar de todos reconhecerem que estamos atrasados na introdução da TDT.

Hugo disse...

Acho que com o chumbo do 5º canal o Governo tem uma oportunidade de ouro para repensar o lançamento da TDT. Devia apostar na RTP e nos seus temáticos, apostando em mais 2 ou 3 temáticos e deixndo o canal HD para depois do switch-off. Seria uma forma muito mais cativante de fazer a transição tendo na oferta o RTPN, RTP Memória e mais uns temáticos de documentários, infantil/juvenil e talvez cinema ou desporto, do que mais um canal generalista. Acho que a "boca" da PT sobre os preços dos receptores deve ser para o Estado se chegar à fente com algum tipo de comparticipação. Cá em casa temos MEO Sat com duas boxes que chega perfeitamente para as duas tv's, ou seja, eu pelo menos, com uma oferta TDT tão fraquinha não vou gastar 1 cent na transição. Mas pronto vamos ver no que vai dar...

prodrigues disse...

Existe muita gente no país, por questões financeiras entre outras, que não possuem uma assinatura com um operador de sinal de tv. Quando o apagão acontecer ficarão sem tv. Qual será o número de lares em que tal situação ocorrerá? Aldeias e não só, em que o cidadão não fará a mínima ideia do porquê, estarão à mercê de "chico-espertos" que ganharão uns cobres a "consertar" o televisor... O ano 2012 ainda está longe, a actual situação financeira em nada ajuda, mas o mais provável é que, à data, as preocupações se centrem em arranjar o que comer!

myketek disse...

Amigos isto é lamentável, ou melhor, é o culminar dos factos para garantir novamente os interesses de alguém, ou seja os da PT!...
Na verdade os portugueses pouco beneficiarão com a chagada da TDT gratuita, pois esta não trás novidade nenhuma para além de uma melhor imagem e dos serviços inerentes a essa mesma tecnologia, como por ex: o EPG.
Uns tempos antes do lançamento já se previa aquilo a que assistimos hoje que resulta numa falta honestidade e bom senso de quem desenvolveu a TDT em Portugal, a começar pelo modelo escolhido para a mesma mas também pelo júri que atribuiu as licenças à PT!
Por certo entendem onde quero chegar já que assistem igualmente ao panorama actual de aproveitamento e falta daquilo que realmente podia ser um beneficio para todos os portugueses...

Tudo isto já estava pensado a algum tempo por alguns, ou seja, não houve a devida preocupação em criar uma nova plataforma de televisão e conteúdos acessíveis a todos gratuitamente, mas sim a salvaguarda de mais uma verdadeira forma de negócio a entregar a alguém.

Mais tarde, esse negócio manhoso e com certeza muito proveitoso, uma vez que dispõe e usufrui de acesso facilitado por parte dos aderentes, foi entregue, como inicialmente previsto por alguém, à PT para assim explorar os conteúdos pagos da TDT que
chegam em Outubro próximo sob a designação "MeoDT"
Relembro a vergonha que foi o concurso que resultou na escolha da proposta da PT em detrimento da proposta da AIRPLUS que apresentava muitas mais valias em relação ao ao seu concorrente, mas mais uma vez ofereceram, vá-se lá saber porquê!??, o bolo todo ao pápa negócios do costume...

Em Outubro cá estaremos para ver as reais vantagens desta escolha infeliz, que como já se sabe apenas trará como novidade a possibilidade de adesão aos pacotes rasca do meo via TDT...
pois ninguém esperará com certeza que a PT vá prejudicar o seu negócio de TV por Satélite e IPTV a favor de uma oferta em condições via TDT!!!

Se tivesse havido honestidade no concurso poderia-mos agora aguardar por uma oferta cativante como era aquela que a AIRPLUS tinha programado para os conteúdos pagos da TDT portuguesa, mas enfim desta feita já sabemos o que nos espera com a oferta futura da PT...

Apenas como nota digo que na altura desse lançamento não haverá de certeza, ao contrário daquilo que acontece actualmente com a TDT gratuita, falta de informação e práticas de marketing para atrair muitos clientes e que desta forma traduzirá por sua vez aquele que é o verdadeiro objectivo da implementação da TDT no nosso país...

Infelizmente, quanto a novidades e conteúdos pagos interessantes que poderiam chegar com a TDT estamos conversados, resta pois a quem ansiar por uma oferta de televisão diferente e de qualidade a preços acessíveis, aguardar pelo lançamento em Setembro do bouquêt via Satélite da Vodafone.., ainda que este seja num modo de recepção menos prática e abrangente como sabemos, irá certamente oferecer a todos os todos os portugueses um verdadeiro serviço de televisão ao contrário daquelas que são as actuais ofertas de TV simples via satélite (excluindo deste modo os serviços via IPTV) nomeadamente o "meosatélite" "zonsatélite" assim como o futuro meotdt via TDT...

...menos mal podemos concluir já que vamos ter uma nova oferta ainda que não passe pela afamada TDT...

Mas, voltando ao que interessa directamente a todos os portugueses e à maioria por conseguinte, veja-se a vergonha que é a actual oferta pensada e disponibilizada pela TDT gratuita em Portugal.

Faço-me algumas perguntas:

Porque é que a oferta de conteúdos da TDT nacional gratuita é tão pobre em relação aos outros países europeus?

Será que o motivo é para enriquecer, ou melhor, não tirar por ventura algum valor à oferta paga que chega em Outubro?

Porque é que os canais públicos da RTP, nomeadamente RTPN, RTPMemória e eventualmente novos canais públicos de outras temáticas a serem criados, não estão presentes na tdt gratuita?

Será para que alguém os coloque à venda a partir de Outubro!!?

Alguém acha que faz sentido a continuação da actual situação em que privados vendem o que é público?

Será que acham que a oferta actual de 4 canais é mais que suficiente para os portugueses em geral?

Será que só alguns tem direito a ver por exemplo os noticiários constantes que passam na RTPN, sem ter que estar para isso à espera dos telejornais das 13h ou das 20h que são transmitidos na RTP1?

Será que o novo canal generalista
é motivo suficiente para a rápida
transição dos portugueses para o digital?

Será que está garantida com a chegada desse novo canal uma mudança forçada na qualidade da programação dos actuais dois canais privados?

Porque é que mesmo esse novo canal generalista, que foi de resto a única mais valia anunciada na TDT, está a ver tantas dificuldades na sua entrada.
Será por causa dos interesses dos dois privados que estão contra o projecto devido à partilha de públicidade?

Porque é que foi escolhido o standard mpeg4 para a tdt gratuita se só teremos 5 canais em aberto?
Quem é vai tirar o verdadeiro partido desta possibilidade que permite colocar muitos mais canais em relação ao mpeg2?
Não será somente e de caras a PT com o seu futuro negócio de pago?

Não estará na altura de corrigir todos os erros cometidos durante o planeamento da tdt?

...muitas mais perguntas tinha para fazer, mas estas já são, penso eu, mais que suficientes para transmitir o sentimento de revolta por isso e para finalizar este meu comentário apenas digo que vou tentar fazer chegar a minha opinião a vários organismos de responsabilidade do mesmo modo que fiz através deste blog, espero e faço o apelo a que todos vocês também o façam pois quantos mais melhor e assim tentaremos colocar alguma justiça na vergonha que é a actual tdt nacional...

...mesmo que seja difícil para nós tentar-mos mudar alguma coisa neste cenário ridículo, pelo menos devemos exigir aquilo a temos direito, ou seja, o início muito em breve da transmissão em aberto na TDT de todos os canais públicos da RTP além de que esta medida seria um mais que que forte incentivo de migração para o eminente digital...

Finalizo dizendo: "A todos o que é de todos".

Eduardo disse...

Eu estou em pulgas a ver os idosos que não têm dinheiro a ter que comprar estes aparelhos simplesmente só para ver na mesma os 4 canais que viam anteriormente! Meu Deus...

JAMMER disse...

Neste momento o reino unido e a frança já emitem vários canais em HD usando o melhorado sistema DVB-T2 que aumenta em 50% a capacidade de canais. Assim sendo quando a tvi sic e RTP começarem a emitir em HD vamos ter de renovar os receptores.
O melhor será esperarmos por 2012 e só nessa altura começarmos a comprar os receptores já preparados para o "verdadeiro" HD.

Yagi disse...

JAMMER,

O sistema escolhido para Portugal é o DVB-T quer para canais SD quer para HD. O DVB-T2 não se prevê que chegue a Portugal tão cedo (se algum dia cá chegar). Na maioria dos (poucos) países onde decorrem emissões "experimentais" de DVB-T2, as emissões em DVB-T irão manter-se por vários anos.