sábado, 27 de dezembro de 2008

TDT: Portugueses não estão informados

A cerca de quatro meses do previsto arranque oficial da televisão digital terrestre em Portugal, o mais recente estudo de opinião traça um quadro negro sobre a TDT. O desconhecimento ainda demonstrado pelos portugueses é a principal conclusão.

Do estudo da autoria do Obercom, reproduzo aqui um gráfico:

Da leitura dos dados constatamos que a maioria dos inquiridos não sabe ou não responde a muitas das questões, e são os próprios a reconhecer que estão mal informados.

Outra conclusão que deverá merecer especial atenção dos responsáveis é a de que a esmagadora maioria do público (82,5%) acha que não deveria ser o consumidor a pagar o equipamento (set-top box, receptor ou adaptador) necessário á conversão. O factor preço é tão mais importante pois sabemos que o nível de vida dos portugueses é dos mais baixos da União Europeia.

Os resultados deste inquérito não surpreendem, eram até previsíveis, pois apesar do vencedor do concurso ao Mux A (canais gratuitos), ser há muito conhecido (PTelecom), não houve ainda qualquer campanha de informação, quer da parte da PTelecom, quer do Estado. Apenas alguns artigos publicados em jornais, quase sempre reproduzindo comunicados de entidades, sem qualquer espírito crítico. As televisões fogem a sete pés do assunto TDT! Parece que nem querem ouvir falar dela! Recorde-se que nem o “alerta” da Anacom de 27 Novembro divulgaram. E não foi por distracção, pois alertei-as todas; RTP, SIC e TVI.

Espera-se que o ano de 2009 seja finalmente o ano da TDT em Portugal. Estamos no inicio de uma nova etapa para a televisão em Portugal. As incógnitas ainda são muitas e será necessária a colaboração de todos os intervenientes para vencer esta batalha que está longe estar ganha. A adopção da TDT pelos portugueses terá de ser ganha e não imposta. A história ensina que quem governa contra os interesses da população acaba sempre derrotado.

Links:
OberCom - Perspectivas de Implementação da Televisão Digital em Portugal

2 comentários:

Gentil disse...

ao contrario as suas congeneres europeias, as televisoes portuguesas nao veem proveitos financeiros com a TDT. aquando do aparecimento dos canais privados a RTP tambem teve o mesmo comportamento evasivo. Temem a reducao do bolo do mercado publicitario e mais concorrencia. Querem ficar no "passado" com uma programacao sem ideias, pobre e de muito fraca qualidade, salvo algumas series portuguesas. veja-se o caso do formato 16:9... apesar de terem equipamento para isso ha varios anos, teimam em usar o 4:3 quando ja quase todos pela europa fora estao em 16:9. No entanto, falei com inumeras pessoas sobre o assunto, muitos se queixaram, mas ao mesmo tempo acomodam-se e sem querem saber. a PT sabe que o povo portugues come e cala, por isso faz o que quer.

Yagi disse...

É uma oportunidade perdida não impor às televisões a utilização do 16:9 na TDT. Ao que tudo indica, para assistir-mos a emissões em 16:9 só nos canais em alta definição.
Como já tinha dito no post de 2/12, utilizar o 16:9 na TDT impulsionaria mais a adesão à TDT do que o canal livre em alta definição.