quarta-feira, 1 de abril de 2009

TDT Paga: tribunal indeferiu providência da Airplus (act.)

De acordo com notícias publicadas hoje em alguns jornais on-line, o Tribunal Administrativo de Lisboa indeferiu a providência cautelar interposta pela Airplus em Dezembro de 2008.

A providência cautelar, que agora foi indeferida, recorde-se, teve como efeito a suspenção da atribuição das licenças da TDT paga à Portugal Telecom. Com este indeferimento, termina a suspenção do concurso e parece confirmar-ser a vitória da PT também no concurso da TDT paga. No entanto, segundo informação anterior, a Airplus poderá ainda apresentar recurso da decisão.

Veremos se a novela termina aqui, ou se ainda falta algum episódio!

Obs.: Hoje é 1º de Abril, no entanto a notícia parece autêntica.

Actualização 02/04/2009 20:40
A Airplus informou hoje que não irá recorrer da decisão do tribunal. A vitória da PTelecom é assim total e definitiva.

4 comentários:

A bida é bela!!! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mangas disse...

Mais uma jogada de bastidores, uma empresa que apareceu, só para entrar na corrida mas afinal já tinha a perdido antes de começar.
:-) Lobbys Politicos & Privados

A bida é bela!!! disse...

basta ver que o presidente em Portugal da Airplus, estava nos CTT! Logo foi daquelas empresas que participou só para dizer talvez que a pt não participava sozinha

Yagi disse...

A Airplus Portugal foi constituida para concorrer ao concurso da TDT portuguesa (a paga) e existe na Suécia, Finlândia, Itália, Espanha e Alemanha.

O seu presidente era Luís Nazaré que foi presidente da Anacom. Miguel Paes do Amaral (MediaCapital/TVI) teria 20% da empresa, caso vence-se o concurso.

A Sonaecom (Belmiro de Azevedo) desistiu de participar no concurso, dizendo que ele foi feito "à medida" da PT.