sábado, 9 de abril de 2011

TDT: linha de apoio desmente Anacom

Infelizmente, o sinal da Televisão Digital Terrestre (TDT) não chega a todos os locais de Portugal. A área de cobertura da TDT, que é assegurada por uma rede de 153 emissores, é inferior à cobertura da rede de emissores de televisão analógica. Inicialmente, fontes ligadas à PT Comunicações informaram que a rede seria composta por 180 emissores, mas até à data, oficialmente, apenas 153 entraram em serviço. Cerca de 87% da população poderá receber a TDT através da tradicional antena (exterior ou interior), os restantes 13% terão que recorrer à recepção dos canais TDT via satélite.

Segundo fontes da Anacom não serão instalados mais emissores ou retransmissores de TDT. Mas essa não é a versão da linha de apoio ao consumidor da TDT, um serviço da responsabilidade da PTC. Ao solicitarmos informações sobre a possibilidade de recepção da TDT via satélite, uma opção que segundo o direito de utilização do Mux A deveria estar disponível desde o dia 1 de Janeiro de 2011, somos "aconselhados" a esperar mais alguns meses porque, alegadamente, a PTC irá ainda reforçar a rede terrestre!

Ora eu pergunto:
  • Como é possível responsáveis da Anacom informarem que a instalação da rede de emissores foi concluída até 31/12/2010* e a PTC (através da linha de informações da TDT) informar que a rede ainda será reforçada, logo ainda não está concluída? Quem fala verdade?
  • Porque não existe nenhuma comunicação oficial (escrita) da Anacom ou da PTC a informar que de facto a rede de emissores TDT está concluída? Será que afinal não está mesmo concluída?
  • Porque não existe nenhuma comunicação oficial da Anacom ou da PTC a informar que a cobertura com recurso a meios complementares (satélite) está disponível? Será que afinal não está disponível? Se não está disponível como pode a PTC ter cumprido a sua obrigação (ponto 9º 1 alínea a) do direito de utilização de frequências) de assegurar a cobertura de 100% da população até 31/12/2010? E se não cumpriu o que vai fazer a Anacom?
  • Como é possível a PTC não estar em incumprimento da obrigação de assegurar a cobertura por meios complementares (ponto 9º 1 alínea d) do direito de utilização de frequências) se, em Abril de 2011, os seus próprios serviços de informação afirmam não ter ainda qualquer informação sobre equipamentos e preços para esse tipo de recepção e se a própria Anacom informa que ainda decorrem negociações nesse sentido? E se a PTC não cumpriu, o que vai a Anacom fazer? Se o cidadão reclamar junto da PTC vai ter direito à instalação gratuita do MEO via satélite com acesso gratuito aos canais da TDT?
  • Como é possível, numa altura em que supostamente há muito que todos deveriam ter acesso ao sinal da TDT, e a poucos meses do switch-off analógico, se continue a aconselhar o cidadão a esperar? É esta a rápida massificação prometida e a que se comprometeu a PTC no concurso da TDT?
Tal como previ e alertei em Agosto de 2010, muitos locais que apontavam disponibilidade de cobertura TDT só para Dezembro de 2010, passaram em Março deste ano e sem que nenhum emissor tivesse entretanto entrado em funcionamento, a ter a indicação de zona coberta. Chegámos ao prazo limite para a cobertura total da população (31/12/2010) sem qualquer informação ao cidadão, nem por parte do operador da rede nem do regulador. Só a 10 de Março, como por magia, esses locais passaram a ter a indicação de zona coberta! Há muitas localidades que estiveram desde Janeiro de 2009 até 10 de Março de 2011 com a informação errada de que estavam numa zona sem cobertura! Os residentes dessas zonas foram sendo informados que deveriam aguardar, porque a rede TDT ainda não estava terminada e existia a possibilidade do reforço da rede. Claro que os meses passaram e não existiu nenhum reforço da rede!

É pois bem provável que as novas promessas de reforço da rede de emissores TDT não passem disso mesmo - promessas. Tudo me leva a crer que se trata de uma táctica para afastar as pessoas da TDT. É que qualquer custo extra com a recepção via satélite terá que ser suportado pelo operador da rede. Levar o cidadão a desistir ou a adiar ao máximo a sua adesão à TDT poderá ser a táctica que melhor serve os seus interesses. Tal como expliquei no post anterior, o operador da rede pretende dar a menor visibilidade possível à opção da TDT por satélite.

A TDT portuguesa era até há poucos dias atrás patrocinada pelo MEO, como sempre pôde ser constatado pela informação em rodapé no site oficial. Agora é exibida a informação: campanha no âmbito da licença nº 6/2008 do ICP-ANACOM. Era bom que com a mudança de “patrocinador” aumenta-se a transparência, a verdade e o rigor.

«instalação da rede, coberturas, está tudo montado», «as obrigações de cobertura da totalidade do território…foi concluído até ao final do ano passado» Eduardo Cardadeiro da Anacom em entrevista ao programa Falar Global da SIC Notícias a 21/02/2011.


Posts relacionados:
PTC falha meta de cobertura da TDT
TDT: ANACOM nega evidências
TDT não vai ser promovida durante a fase mais critica da transição
TDT: 1ª Campanha de informação não traz novidades

8 comentários:

JRego disse...

Essa do patrocinio MEO tá muita boa tá. Nas poucas vezes que lá tenho ido ainda não tinha dado por ela. Se calhar é porque eles estão em todo o lado... levanta-se o ascultador do Telefone lá estão eles...
Se fosse para vingar os MUXs pagos ainda poderia ter alguma logica.

O outro caso dos 2 anuncios no Google ainda fui a tempo de ver, mas curiosamente (ou não) rapidamente foram retirados.

Yagi disse...

JREgo,
Tal como digo no post o patrocínio foi alterado à poucos dias. Todas as referências ao MEO desapareceram.

Quanto à publicidade no Google, ainda bem que (ao que tudo indica) foi retirada, é sinal que denúnciar práticas comerciais sem ética ainda pode surtir efeito.

augusto disse...

Antes de mais quero dar-lhe os parabéns pelo trabalho realizado neste blogue.
Também lhe posso dizer que teve sorte na linha de apoio da PTC para lhe darem essa informação porque a menina que me atendeu, no mês transacto, disse-me que para receber a TDT via satélite, tal como via terrestre era só colocar a antena (não me soube dizer qual o satélite!) e adquirir um receptor com MPEG4. É evidente que não acreditei naquilo que ouvi e por isso enviei um mail para o site oficial e aquilo que responderam corresponde àquilo que está escrito no post, responderam-me exactamente o seguinte:
"Vimos por este meio reforçar que se encontra numa zona com probabilidade reduzida de cobertura TDT. Para estas situações, o serviço de televisão digital com os canais gratuitos nacionais, será assegurado através de uma tecnologia complementar, ou seja, de uma solução complementar via satélite (DTH). No entanto, é possível que em algumas situações venha a ser feito um reforço de cobertura TDT em determinadas zonas. No entanto esta alternativa requer uma análise de nossa parte.
Sendo assim, iremos proceder a uma análise técnica da sua situação e entraremos posteriormente em contacto informando de como deverá proceder."
A mim parece-me que a PTC está à espera que as pessoas adiram ao MEO, com receio de ficarem sem televisão, ou que as Câmaras Municipais, ou outras entidades façam aquilo que alguém (não sei quem) fez em Vila Pouca de Aguiar, colocaram um retransmissor a emitir a TDT no canal 52, que dá acesso à TDT na sede de concelho mas não na maioria das aldeias! Desta forma, seja porque têm mais assinantes, seja porque alguém coloca os retransmissores que deveriam ser eles a colocar aumentarão os rendimentos da empresa que serão entregues, como prémio, aos seus administradores!!!
Isto é uma vergonha, que urge denunciar!
Penso que se poderia começar com uma petição pública a denunciar a situação que seria endereçada às entidades responsáveis e às entidades políticas.
Posso dizer que eu já fiz uma queixa em 2009 devido ao facto de a TDT portuguesa continuar apenas com os míseros 4 canais, que me valeu uma participação no programa "A Voz do Cidadão" e que também assinei a petição para englobar a RTN e RTP Memória na TDT.
Peço desculpa por me ter alongado, mas achei que seria importante saber que existem cidadãos preocupados com a situação e dar conhecimento das situações supracitadas.

Com os melhores cumprimentos,

Augusto Borges

Yagi disse...

Augusto,
Parece evidente que da PTC não dá respostas iguais para perguntas iguais.

Quanto aos retransmissores não oficiais, são ilegais. Ninguém pode emitir sem licenças. Se se permitir a instalação desregrada de emissores ou retransmissores TDT sem estudos prévios e por qualquer pessoa, mais cedo ou mais tarde haverá sérios problemas de interferências.

Atenção, eu não sou contra a instalação de gap-fillers por privados, mas tudo deve ser devidamente planeado e aprovado.

toni disse...

boas,fiz um zaping TDT e estava a dar a serie maternidade na RTP 1 e vi em rodapé anuncio que estavam a passar a serie em AD "HD" em varias plataformas como meo,zon,optinus clix,
Agora pergunto como é que eles transmite para essas plataformas que recursos utilizem ou equipamentos utilizem ,fazem isso as custas do estado ? com os equipamentos pagos pelos contribuintes ?

Mas para que serve o canal fantasma HD ?
Mas a RTP é publica ou privada ?

Mas miguem dos responsáveis políticos vé o que se esta a passar?
Quando vejo gente na tv a dizer, que hoje em Portugal existe mais canais que antigamente, eu digo que isso é mentira ainda existe só 4 canais, pois os outros estão em plataformas privadas.

Miguel disse...

Li hoje esta informação num fórum:

"Entrada em funcionamento de mais 4 emissores TDT.
Nos últimos dias entraram em funcionamento mais quatro emissores TDT:

Avis (39° 3'13.20"N; 7°53'26.08"W) – cobertura indoor de Avis;
Bufão - Ponte de Sôr (39°16'43.50"N; 8° 4'18.90"W) – cobertura outdoor de Ponte de Sôr;
Gaia – Castelo (41° 8'24.82"N; 8°37'28.84"W) – cobertura indoor de Gaia;
Odivelas – Centro (38°47'10.43"N; 9°10'53.46"W) – cobertura indoor de Odivelas.
Estes quatro emissores emitem o sinal digital no canal 67 da banda UHF (838-846 MHz). Até ao final do mês de Junho, será realizada uma alteração da frequência destes emissores, pelo que a partir dessa altura deverá sintonizar o seu equipamento no canal 56 da banda UHF (750-758 MHz).

Existem actualmente 157 emissores TDT activos em Portugal."

Não sei qual a origem da informação nem se se tratam mesmo de emissores ou gap-fillers.

Yagi disse...

Novos emissores TDT:
A informação oficial é que a instalação da rede TDT ficou concluida em Dezembro 2010. Informações em sentido contrário devem ser lidas com reserva enquanto não são confirmadas.

Se algum leitor poder comprovar a instalação de algum novo emissor agradeço o envio de informação/fotos.

Yagi disse...

A informação relacionada com novos emissores TDT confirma-se e parte da própria PTC.